sexta-feira, 18 de março de 2011

You'll never stop falling in hole

─ Olá, meu caro! O que você procura?
─ Felicidade.
─ Oh, muito requisitadas. Temos dinheiro, é quase a mesma coisa.
─ Dinheiro acaba.
─ E felicidade não?
─ Sim, mas demora.
─ Nem sempre! Você sabe quando deve economizar dinheiro, mas sabe quando tem de economizar a felicidade? Ela termina quando você menos esperar.
─ Preciso de um estoque.
─ E quem não precisa? Tanto que acabou.
─ Como está vivendo sem felicidade?
─ Acha que as pessoas morrem pela falta dela?
─ Bem... algumas sim.
─ Bobagem! Suicidas não eram infelizes, tinham os olhos fechados para a própria felicidade que cansou de tentar fazê-los enxergar. Ela se levantou, limpou o casaco e foi embora.
─ Simples assim?
─ Levou anos para decidir abandoná-lo.
─ Ela sofreu?
─ Oh, sim. Chegaram aqui com esse defeito, muitas foram devolvidas.
─ Em forma de quê?
─ De coração partido. O pior defeito delas!
─ Oh...
─ Você pelo visto machucou uma felicidade.
─ É, embora ache que não fui o culpado.
─ Como todos os criminosos!
─ Hey, hey! Ela me deixou por bobagem.
─ Procurou outra rosa?
─ Uma antiga me encontrou.
─ Não foi por falta de culpa, hein?
─ É, eu contei para ela.
─ Contou mesmo?
─ Não, ela quem desconfiou.
─ Você mudou.
─ Mudei o suficiente para ela saber sem nem ao menos me ver.
─ Ela deveria te amar.
─ Amava.
─ Você não?
─ Não sei. Era cedo.
─ Acha que o amor tem tempo?
─ Também não sei.
─ Há coisas que você não sabe.
─ E você sabe?
─ Sei que ela deixou algo com você, mas não sei se ainda guarda.
─ Isso é pessoal.
─ Deve guardar.
─ Eu não disse isso.
─ Não precisa.
─ Então, quando teremos felicidade?
─ Quando você decidir o que fará com a pulseira.

"Procuramos tanto essa tal da felicidade, mas já que estamos procurando, por onde começamos a traçar esse caminho? Caminho cheio de buracos, decepções e conquistas. Vitórias para os fortes ou sortudos, fracasso para aqueles que pensavam o quão fácil seria atravessar uma ponte em total desequilíbrio. Hey, queridos! Não temam ter medo. O medo é a melhor defesa que podem ter em uma batalha. Mostrar que estão com medo demonstram o ser humano que vive dentro desses corações tão deprimidos. Pulem nessas gotas gigantescas de tempestade. Um arco-íris irá sorrir da forma certa."

2 comentários:

  1. Me vi como um personagem do texto.

    ResponderExcluir
  2. Nossa! Muito legal esse aqui...
    Quase impossível não se identificar em alguma parte do diálogo!
    Parabéns, tú tem uma excelente maturidade literária... Gostei muito do blog o/

    ResponderExcluir